Aplicando a gestão financeira em imobiliárias

Aplicando a gestão financeira em imobiliárias

É comum que profissionais do mercado imobiliário deparem-se com dúvidas quando o assunto é gestão de negócios, encontrando dificuldades para organizar as finanças da imobiliária e dar as coordenadas desejadas. A gestão financeira é fator essencial a qualquer tipo de organização e tem como objetivo organizar seus recursos, a fim de aumentar o valor do seu patrimônio e otimizar suas atividades.

No caso das imobiliárias não é diferente, e diante dos elevados valores das comissões recebidas a cada negociação, profissionais que não são das áreas contábil ou administrativa costumam perder o controle se não tiverem um bom planejamento e acompanhamento da situação da sua empresa. Confira algumas dicas para realizar a gestão financeira da sua imobiliária:

1. Faça um planejamento estratégico

O planejamento estratégico é ferramenta essencial para que o gestor seja capaz de identificar as demandas e objetivos da sua imobiliária. Consiste na definição de metas e direcionamentos, levando em consideração projetos e planos operacionais e definindo responsabilidades e prazos para sua realização. Um planejamento estratégico bem estruturado permite converter planos em números, permitindo ao gestor prever gastos e investimentos futuros e manter melhor controle sobre as finanças da sua imobiliária.

Leia dicas para um excelente planejamento estratégico neste post.

2. Organize seu orçamento anual

O orçamento anual de uma imobiliária deve conter projeções de receitas, despesas e seu balanço patrimonial, bem como possíveis variações e projeções, tendo como base seu planejamento estratégico. Para isso, é importante que o profissional do mercado imobiliário tenha conhecimentos nas áreas de finanças e seja capaz de estudar as melhores estratégias e ações de mercado.

3. Acompanhe seu fluxo de caixa

O controle mensal de seus rendimentos e o acompanhamento de ganhos e gastos é fundamental para verificar se o planejamento estratégico da imobiliária está sendo cumprido. Uma má administração do fluxo de caixa pode trazer diversos prejuízos, significando perdas de tempo, dinheiro e esforços. Os softwares de gestão são excelentes ferramentas para o acompanhamento regular dos números da sua imobiliária, permitindo a geração de relatórios detalhados com informações relevantes e organizando-as de forma segura e acessível.

4. Separe as verbas da empresa das suas verbas pessoais

A utilização de dinheiro da empresa para fins pessoais e o remanejamento de verbas pessoais para dentro do negócio são práticas comuns, principalmente em novos negócios. A longo prazo, porém, utilizar suas finanças pessoais para tocar sua imobiliária pode prejudicar seriamente a saúde financeira da empresa. Assim, é importante a utilização de contas bancárias separadas, que permitam total controle sobre suas finanças pessoais e corporativas.

5. Conheça seus custos e evite gastos exorbitantes

Conhecer todos os custos envolvidos nas atividades da sua imobiliária é fundamental para uma boa gestão financeira: impostos, notas fiscais, direitos trabalhistas, etc. O controle sobre esses valores permite ao profissional imobiliário evitar gastos que ultrapassem seu faturamento e manter um fundo de caixa para imprevistos e situações de crise financeira. Dentro dos custos calculados, é importante que o gestor analise sua equipe, refletindo sobre o número de funcionários da imobiliária e a função que realizam, além de considerar gastos relacionados a possíveis demissões e custos como décimos terceiros, férias, etc.

Se você se interessou por este post, leia também nossa publicação sobre como abrir uma imobiliária de sucesso.

E você, como vem realizando o planejamento financeiro da sua imobiliária? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!