Usando o YouTube no mercado imobiliário

Usando o YouTube no mercado imobiliário

Você já usa o YouTube como ferramenta para promover a sua imobiliária e os imóveis disponíveis para venda e locação? Se ainda não, pode ser uma boa ideia começar! De acordo com um infográfico divulgado pela empresa de soluções em rede Mushroom Networks, o YouTube é o segundo maior buscador do mundo, ficando atrás apenas do Google. O site de compartilhamento de vídeos processa mais de três bilhões de buscas por mês.

Muitas empresas já aproveitam a popularidade desse site para divulgar marcas, promover produtos e atrair a atenção do consumidor. Entre elas, muitas imobiliárias usam os recursos do YouTube para mostrar mais do seu catálogo de imóveis e destacar-se da concorrência. Não fique para trás, saiba como esse serviço pode ajudar a promover o seu negócio.

Como usar o YouTube para promover a sua imobiliária

Para fechar mais vendas de imóveis

O YouTube oferece alguns recursos que podem ajudar a melhorar a divulgação dos seus imóveis na web. É importante destacar que muitos compradores em potencial começam a sua busca de imóveis pela internet. Para garantir que essas pessoas entrem em contato com os seus corretores e tornem-se clientes em potencial, é preciso investir na criação de anúncios atraentes. É aí que o YouTube, um canal que facilita o compartilhamento de vídeos, entra! Veja os pontos mais importantes para a criação do material:

  • Para começar, é importante criar um canal no YouTube com o nome da imobiliária. Esse será o espaço em que os seus vídeos serão divulgados.
  • É importante que o vídeo tenha boa qualidade, por isso vale a pena adquirir uma boa câmera ou um serviço de um profissional.
  • Sobre o conteúdo dos vídeos: qual é a intenção do material criado? Conseguir mais pessoas interessadas em comprar seus imóveis? Nesse caso, é importante fazer imagens das casas e apartamentos à venda, mostrando as principais características do local. Também é interessante filmar a fachada, o condomínio, se for o caso, e mostrar um pouco do bairro. É importante lembrar que localização, segurança, estado de conservação, posição do sol e elementos de lazer são alguns dos fatores mais relevantes para quem está buscando um local para morar.
Veja como a vistoria de imóveis pode aumentar a venda de imóveis neste post.

Para reforçar a sua marca no meio digital

O canal do YouTube também deve ser usado para fortalecer o nome da imobiliária na web. Uma maneira eficiente de fazer isso é criando materiais educativos para o canal. Podem ser feitos vídeos explicando as diferenças entre os tipos de financiamento ou sobre o que deve ser considerado antes de decidir qual o imóvel mais adequado para a família, por exemplo. Ou seja, os temas devem ser interessantes para o público-alvo da imobiliária: pessoas que buscam imóveis para comprar ou alugar.

Cuidados importantes

Depois de criar vídeos de qualidade — tanto para divulgar imóveis quanto para fortalecer a sua marca —, você quer que eles sejam encontrados e visualizados por um bom número de pessoas, certo? Para isso, é importante divulgá-los no site, no blog e nas redes sociais da imobiliária. Também é importante adotar estratégias de SEO para otimizar as suas publicações. Veja algumas dicas para isso:

Conteúdo – É importante que o conteúdo tenha relevância para quem assiste. Além de refletir negativamente na imagem da imobiliária, um vídeo sem conteúdo tem alta taxa de desistência nos primeiros segundos.

Formato interessante – Para que os internautas fiquem com você até o fim do vídeo, o ideal é apostar em um formato atrativo. Guias, tutoriais e conteúdos divididos em dicas práticas são ideais para isso.

Duração do vídeo – O ideal é que o vídeo tenha até 5 minutos. É claro que essa regra tem exceções: se o vídeo for muito interessante e tiver um conteúdo que justifique uma duração mais longa, é válido compartilhar materiais com mais minutos.

YouTube analytics – Use o YouTube analytics para mensurar o interesse dos internautas pelos seus vídeos. Um dado importante é o campo “Retenção de público”. Nele, você consegue visualizar em que ponto dos seus vídeos há desistência. Com base nessa informação, é possível trabalhar os conteúdos para melhorar a sua qualidade.

Títulos – Aqui valem as regras de SEO utilizadas em blogs. Crie um título que instigue a curiosidade do internauta, que seja simples e que contenha as principais palavras-chave relacionadas. Vale destacar que, nos resultados de buscas feitas no Google e no próprio YouTube, só aparecem os primeiros 55 caracteres do título. Portanto, capriche no nome que dá aos seus vídeos e procure começar com as palavras-chave.

Tags – Use esse recurso do YouTube para melhorar a otimização dos seus vídeos. Três dicas importantes: não exagere no número de tags, use somente termos que, de fato, possam ser relacionados ao conteúdo dos seus vídeos e evite palavras técnicas ou termos complicados.

Descrição – Pense nesse campo como mais uma oportunidade para mostrar ao internauta que o vídeo tem um conteúdo bacana. Não esqueça de usar as palavras-chave na descrição.

Call-to-action – Também vale chamar o internauta para alguma ação no final do vídeo. Você pode pedir sugestões para próximos vídeos nos comentários ou pedir que o conteúdo seja compartilhado, caso o internauta tenha gostado do que viu. Vale lembrar que curtidas e compartilhamentos ajudam na divulgação do canal.

Gostou das dicas? O YouTube não é a única tecnologia que pode ajudar a aumentar as vendas no mercado imobiliário! Os aplicativos também são aliados poderosos! Conheça, nesse post, seis apps desenvolvidos para facilitar a rotina de trabalho de corretores e imobiliárias.