7 dicas de apresentação de imóveis

7 dicas de apresentação de imóveis

É natural que muitos corretores de imóveis, na hora de preparar uma propriedade para venda ou locação, queiram minimizar ao máximo o custo que terão com a sua apresentação aos clientes. Mas o que eles não sabem é que muitos fatores, como limpeza, arrumação, mobília, pintura, paisagismo, entre outros, podem ser levados em conta pelos interessados na hora de tomar sua decisão.

Imagine uma casa usada com paredes levemente danificadas, jardim com vasos de planta quebrados e móveis grandes espalhados por todos os cômodos. Isso, sem dúvida, não despertará uma sensação de desejo nas pessoas que a visitarem. Lembre-se de que, na grande maioria das vezes, os detalhes são muito importantes. Neste post, separamos 7 dicas que mostram como você deve apresentar uma propriedade ao mercado. Confira!

7 dicas de apresentação de imóveis

1. Conheça bem o perfil do cliente

A nossa primeira dica está relacionada à maneira como você apresenta a propriedade, que deve ser baseada nos desejos de grupos específicos de clientes. De adultos que moram sozinhos até famílias com uma grande quantidade de membros, cada perfil tem suas necessidades específicas e devem ser identificadas pelo corretor antes da apresentação. Se você conhecê-los bem, poderá oferecer exatamente aquilo que querem.

É aconselhável que você faça uma entrevista com o seu cliente, seja presencial, seja por videoconferência, a fim de coletar o máximo de informações possíveis sobre ele. Assim, terá material suficiente para encontrar os imóveis que podem agradá-lo e enviar uma apresentação para o seu e-mail. Com isso, o cliente pode apontar as propriedades que mais gostou, evitando possíveis visitas a imóveis que não o agradariam.

Interessado em saber mais sobre o novo perfil de quem compra ou aluga imóveis? Leia nosso post sobre o assunto.

2. Faça melhorias no imóvel

Os antigos moradores do imóvel que está disponível podem até ter se acostumado com a janela do quarto que não fecha ou com a falta de alguns azulejos no chão da cozinha. Porém, essas pequenas coisas certamente serão notadas pelos interessados, e muito provavelmente eles questionarão o preço da oferta. Por isso, lance um olhar crítico sobre a propriedade e faça possíveis melhorias. Você pode até adicionar os custos desses reparos ao preço de venda.

3. Promova uma limpeza completa

Bagunça e sujeira não agradam ninguém. Por isso, teias de aranha no teto, banheiro com manchas e lixos ou insetos espalhados por toda a propriedade devem ser evitados a todo custo, pois afastarão qualquer perfil de cliente. Lembre-se de que a limpeza de todos os cômodos é fundamental. Afinal, quem gostaria de imaginar-se vivendo em uma casa suja?

4. Verifique se os móveis são adequados

Móveis grandes fazem um cômodo parecer bem menor do que ele realmente é. Isso afeta drasticamente a percepção dos clientes, que podem não comprar a propriedade simplesmente por causa dos móveis, que são inadequados para o espaço. Logo, é crucial que o corretor remova temporariamente os móveis que eliminam alguns metros quadrados e permita que as pessoas trafeguem pelo imóvel sem quaisquer obstáculos.

5. Nunca apresente uma casa vazia

Cômodos vazios parecem menores e não são tão convidativos. A principal preocupação do corretor deve ser permitir que o comprador imagine-se em sua própria casa, vivendo a vida que ele deseja.

Por isso, é essencial que você apresente a propriedade decorada e com móveis adequados sempre que possível. Os elementos usados na decoração devem ser escolhidos com cuidado, pois eles têm o poder de valorizar ou desvalorizar o local: quanto mais atraente para os visitantes, maior a procura e maior o valor do imóvel.

6. Atente-se aos odores dos animais domésticos

Segundo um especialista em negócios e marketing, o professor Eric Spangenberg, da Washington State University, um dos maiores fatores que influenciam a decisão de um cliente são os cheiros dos animais domésticos. Isso porque o forte odor faz com que o cérebro concentre-se em processá-lo, deixando-o desatento ao que está ao seu redor. É importante que o corretor leve isso em consideração e deixe a casa sem qualquer odor evidente.

7. Prepare um bom roteiro de apresentação

Para que o cliente perceba que o imóvel está de acordo com as suas expectativas, deixando-o confortável e à vontade, o corretor deve elaborar um roteiro de apresentação. Ele deve conectar as vantagens do imóvel com as principais motivações de compra do cliente, causando uma boa primeira impressão. Ao respeitar cada perfil de comprador e coletar todas as suas informações, você conseguirá criar um roteiro de apresentação memorável para ele. Além disso, treine seu poder de persuasão para saber lidar com as objeções e aumentar sua eficiência nas vendas.

Acompanhou todas as nossas dicas? Agora é hora de colocá-las em prática e fazer uma apresentação incrível para seus clientes! Caso tenha alguma dúvida, deixe-a nos comentários!