indicadores para medir produtividade

5 indicadores para medir produtividade da sua equipe imobiliária

A capacidade de atendimento de uma imobiliária está intimamente relacionada ao aproveitamento do tempo por parte de sua equipe. Quanto menor for o tempo gasto pelos corretores nos processos, como visitação e vistoria, melhor será a sua produtividade e ágil o atendimento prestado aos clientes. E para saber se a sua equipe está sendo produtiva e gerando bons resultados, o gestor precisa de indicadores para medir produtividade, ter condições de medir a sua performance.

Eles podem fazer isso baseando-se em indicadores-chave de desempenho, ou KPIs (Key Performance Indicators). Existem alguns que são clássicos e adotados em diversos setores do mercado, como “quantidade de atividades planejadas versus executadas” e “quantidade de horas na semana por realização de cada tarefa”. Mas o mercado imobiliário é mais complexo, e exige outros indicadores mais específicos, além dos citados anteriormente, para medir o desempenho dos corretores.

No post de hoje, separamos alguns indicadores que o ajudarão a mensurar a produtividade da sua equipe imobiliária. Confira quais são eles:

5 indicadores para medir produtividade

1. Efetividade das visitas

Este primeiro indicador está relacionado à quantidade de visitas a imóveis que foram bem-sucedidas. Por exemplo: a cada 100 visitas realizadas, quantos clientes fecharam o negócio? Esse indicador permite que os gestores da imobiliária avaliem a performance dos corretores e verifiquem se eles estão cometendo algum erro na hora de persuadir os clientes e apresentar as propriedades de sua carteira.

Para ampliar a capacidade de sua equipe em ganhar a confiança dos clientes, confira este post! São algumas dicas para conquistar um relacionamento de confiança com os seus potenciais clientes e ampliar os resultados.

2. Tempo médio de duração das vistorias

Quanto maior for o tempo que uma equipe leva para concluir uma vistoria, maiores serão os custos desse processo. Isso porque, enquanto os corretores realizam uma longa vistoria, eles deixam de visitar outros imóveis, atender a clientes e fechar novos negócios.

Daí a importância dos gestores calcularem o tempo médio de duração das visitas e encontrar formas de reduzi-lo, para que a produtividade da equipe seja aumentada. Para não comprometer a qualidade do atendimento, algumas ferramentas podem ser usadas, como o VistoriaSimples, otimizando, assim, o processo de vistoria.

banner_planilhas

3. Quantidade de contatos feitos com clientes

Ao fazer a ‘manutenção’ de sua relação com seus clientes, seja por meio de telefone, seja de e-mail (dicas para continuidade do relacionamento por e-mail, neste link), o corretor acaba aumentando as chances de fechar um negócio ou de ser indicado.

É por isso que os gestores devem incentivar a sua equipe imobiliária a entrar em contato constantemente com a sua base de clientes e medir a quantidade de contatos realizados por cada corretor. O resultados servirá de base para o próximo indicador.

4. Índice de conversão de contatos em vendas

Este é um dos principais indicadores para medir produtividade e capacidade de gerar resultados para a imobiliária. A partir do número de contatos realizados por cada corretor, os gestores conseguem ver o índice de contatos que foram convertidos em vendas.

Um índice alto indica que o profissional tem um grande poder de persuasão e sabe buscar imóveis adequados para cada perfil de cliente. Já um índice baixo sugere que o corretor tem problemas de comunicação interpessoal, que o mercado está enfrentando dificuldades ou que é preciso rever a estratégia desse profissional.

5. Ticket médio

Para calcular o ticket médio, basta dividir o total monetário de vendas pelo número de vendas fechadas em um determinado período. Com esse indicador, os gestores conseguem analisar a performance de sua equipe e ver se os esforços empregados estão gerando bons resultados. Se os números não forem satisfatórios, então eles podem promover treinamentos e tomar outras medidas para incentivar os corretores a alavancarem o ticket médio da imobiliária.

Conclusão

Como você pôde ver, existem muitos indicadores para medir produtividade que podem ser utilizados na sua equipe imobiliária. Se calculados corretamente, eles podem servir não só para indicar a performance dos corretores, como também para ajudar os gestores a administrarem melhor o tempo consumido nas atividades e tomarem medidas para evitar o retrabalho — um dos fatores que diminuem a produtividade da equipe.

Não se esqueça de que a medição da produtividade deve andar em conjunto com as ações que contribuem para o aumento da performance da equipe imobiliária. Isso porque de nada adianta medir a produtividade dos corretores da imobiliária se os seus gestores não analisarem esses indicadores e tampouco adotarem medidas para incentivar o crescimento do negócio e dos profissionais.

Conferiu todos os indicadores de produtividade que você deve medir? Compartilhe sua opinião nos comentários! E não se esqueça de deixar também as suas dúvidas, para que possamos ajudá-lo!

 

Posts relacionados